Cuidando de seu gato - Royal Canin

Convivendo com seu gato

Cuidando de seu gato

Contribuindo para o bem-estar e a saúde de seu gato

Escovar, cuidar das garras, olhos, orelhas e dentes são cuidados simples que, quando realizados regularmente, contribuem para o bem-estar e a saúde do gato.

Se o gato foi bem socializado quando filhote, deve estar acostumado a esses pequenos cuidados que representam os cuidados básicos que ele deverá receber por toda a vida. No entanto, se ele demonstrar resistência, você terá que ter muita paciência e suavidade e não hesitar em consultar o veterinário nem outros profissionais, tais como o criador.

Livrando a pelagem dos pelos mortos

Além de sua função estética – um pelo escovado é sempre muito mais bonito – a escovação evita que o gato ingira uma grande quantidade de pelos mortos ao se limpar. Lembre-se que esta atividade toma 30% do tempo do animal e que a muda de pelos ocorre durante todo o ano. A eliminação fecal dos pelos ingeridos pode representar um volume diário de 10 cm3 para um gato de 4 Kg!
O pelo longo do persa exige  um desembaraço diário e cuidadoso com um pente. O pelo então deve ser escovado e arejado. Em gatos de pelos curtos, tal como o Siamês ou o Abissínio, basta usar a mão. Os pelos de comprimento médio, tal como o do Maine Coon, requerem uma escovação semanal e o mesmo serve para o pelo curto com subpelo, tal como o do Exótic Shorthair.
A pelagem é o espelho de uma dieta balanceada. O déficit de proteína ou a deficiência de certos aminoácidos podem acelerar a perda de pelos, diminuir seu crescimento e serem responsáveis pela falta de brilho e pelo quebradiço. A beleza natural da pelagem pode ser beneficiada por um alimento da linha Nutrição Saúde* que contenha os elementos nutricionais indispensáveis para favorecer o crescimento, o brilho e renovação dos pelos.

Gatos Indoor

 

Coisas para se prestar atenção

Impurezas podem se acumular no canto interno dos olhos e, portanto, estes devem ser limpos suavemente com uma compressa umedecida com uma loção adequada. Nem o nariz nem os olhos do gato devem apresentar secreção.
Para uma higiene bucal adequada, a escovação diária para a prevenção da formação de tártaro é essencial. Existem cremes dentais para gatos muito palatáveis que podem ser aplicadas aos dentes com uma escova especial ou uma compressa dobrada. Em todos os casos, a dentição do gato deve ser observada regularmente. Na verdade, 2 em cada 3  gatos apresentam problemas bucais. Um alimento seco da linha Nutrição Saúde* formulado para manter uma boa higiene bucal pode então ser usado. Ele irá contribuir de forma eficaz para a redução da formação de tártaro graças a seu efeito de escovação mecânica e a agentes ativos específicos que capturam o cálcio salivar e previnem seu depósito na forma de tártaro.
Os ouvidos não devem apresentar nenhum corpo estranho. Se necessário, use uma compressa ou algodão umedecido com uma loção especial para limpá-los. Não use hastes de algodão.

Garras

Aparar as garras do gato não é de forma alguma uma mutilação. Ao contrário, esse cuidado tem a vantagem de diminuir possíveis arranhões entre os gatos que vivem dentro de casa. Para fazer isto de forma mais fácil, embrulhe o gato em uma toalha, deixando apenas a cabeça e a pata que será manuseada para fora. Usando um cortador de unhas ou uma tesoura para esse propósito, pressione suavemente a última falange para tirar uma garra após a outra. Você deve cortar apenas a parte translúcida da garra, sem tocar a parte cor-de-rosa, que sangra, e não se esquecer do quinto dedo das patas dianteiras!

Tomar banho?

Um gato que vai ser apresentando em um show tem que tomar banho! Realmente, sua pelagem tem que estar impecável para as mãos do juiz. Uma vez adulto, mesmo que não participe mais de concursos de beleza, o ritual do banho deve ser mantido, desde que você use um shampoo especial, aqueça bem o lugar, coloque um tapete antiderrapante perto da água e molhe o gato pouco a pouco antes de aplicar o shampoo. Depois do enxágue, deve-se secá-lo gentilmente com uma toalha e manter o lugar aquecido até que seu pelo seque. No entanto, muitos gatos nunca se acostumam a tomar banho. Caso seja necessário, existem pós, equivalentes a shampoo a seco, que podem ser removidos com a escovação.
Mediante qualquer mudança na aparência ou no comportamento do animal, leve-o o quanto antes ao veterinário.

Vacina, vermífugo e antiparasitário

A vacinação confere ao gato imunidade contra uma dada doença. A tifóide felina, o herpes virus tipo 1, a leucose, todas são doenças perigosas e podem ser prevenidas graças à vacinação, desde que o calendário feito pelo veterinário seja seguido.
Para lutar contra a infestação por parasitas internos, o gato deve ser vermifugado regularmente por toda a vida com um produto prescrito pelo veterinário. Em caso de infestação por pulgas, o vermífugo deve ser administrado outra vez, já que o gato pode contrair tênia (Dipylidum, do chamado grupo de vermes chatos) ao engolir a pulga! A vermifugação é essencial à saúde, pois os gatos podem passar alguns de seus parasitas para o homem!
Os parasitas externos, tais como pulgas e piolhos, também podem ser prejudiciais. Um antiparasitário prescrito pelo veterinário permitirá tratar o gato logo aos 2 meses de vida. Também vale a pena tratar o ambiente do animal simultaneamente.

Arranhadores e árvores de gato para o bem-estar de todos...

Os danos causados pelas garras do gato a poltronas, sofás e papéis de parede são a  principal causa de repreensões que os donos dirigem a seus companheiros. Tais danos  podem ser evitados com um arranhador vertical ou,  melhor ainda, com uma árvore de gato. Feito simplesmente com um tronco de madeira coberto com sisal e plataformas ou esconderijos montados em vários níveis, a árvore de gato fornece ao animal um território  próprio. Nele, ele pode mostrar suas habilidades em escalar, encontrar um poste para observação e descanso, além de afiar as garras o quanto quiser.

  • facebook
  • twitter
  • youtube