Alimentando seu gato - Royal Canin

Convivendo com seu gato

Alimentando seu gato

O gato é um carnívoro

Diferente do homem, que é um onívoro, o gato é um carnívoro estrito com organismo perfeitamente adaptado a este tipo de dieta. A alimentação com uma dieta da linha Nutrição Saúde adequada a sua idade, tamanho, estilo de vida, sensibilidades específicas e até mesmo a sua raça contribuir para a conservação de sua saúde.

Com maxilares adaptados para cortar, e não mastigar, 30 dentes afiados, saliva que não contém nenhuma enzima digestiva, estômago apropriado para digerir rapidamente as "presas" engolidas, o gato se distingue por possuir hábitos alimentares muito específicos. Na verdade, esse “beliscador” pode fazer de 12 a 18 refeições ao dia, com duração total de menos de 30 minutos divididos ao longo de 24 horas, ingerindo apenas alguns gramas de cada vez. A comida chega a seu estômago em pedaços grandes.
Portanto, a satisfação das necessidades nutricionais do gato implica no oferecimento de uma dieta específica que leve em conta não apenas os critérios relacionados a seu estilo de vida ou idade, mas também à sua saúde, estado sexual (inteiro ou esterilisado), características específicas da raça e sensibilidades particulares, digestivas ou cutâneas, por exemplo, e o acompanhe por toda a sua vida.

Gato outdoor ou indoor?

Um gato que não sai de casa gasta pouca energia. A ingestão normal de um gato sedentário de 3,5 kg, sem sobrepeso, é atingida com cerca de 50 g de croquetes ao dia de um alimento seco que contenha cerca de 350 kcal/ 100 g (ver a indicação de quantidade descrita nas embalagens). Para os gatos que comem a fim de se manterem ocupados, é essencial determinar a quantidade a ser servida todos os dias. Porém, também é importante escolher um alimento da linha Nutrição Saúde com densidade energética moderada para prevenir o excesso de peso, ainda mais pelo fato de que o estilo de vida indoor muitas vezes está associado à esterilização que, devido à redução da secreção de hormônios sexuais, estimula o apetite do gato. O peso do animal pode registrar um aumento de 30%  dentro dos meses seguintes à esterilização.
Um gato que sai regularmente requer mais energia, aproximadamente 70 kcal/ Kg/ dia. Porém, esta necessidade aumenta de acordo com o tempo gasto ao ar livre, com a extensão do território disponível e com o tipo de variações climáticas ao longo do ano. No entanto, a dieta de um gato não é algo imutável: muitos dos considerados gatos outdoors se tornam verdadeiros gatos indoor quando chega o inverno!
Um gato adulto indoor passa cerca de 30% do tempo lambendo o pelo. Os pelos então ingeridos são eliminados através das fezes, porém, essa atividade de limpeza pode causar a formação de bolas de pelo no sistema digestório. A eliminação natural destes pelos pode ser facilitada através do estímulo do trânsito intestinal por meio de um alimento da linha Nutrição Saúde enriquecido com fibras não-fermentáveis.

De acordo com a raça

Embora seja mais fácil manter os gatos de raça dentro de casa, suas necessidades nutricionais são tão diferentes quanto suas constituições e aparências. Entre um Maine Coon de 10 Kg  com pelo de comprimento médio e maxilares fortes, um ativo siamês musculoso de pelo curto, um persa de pelo comprido braquicefálico e um Sphynx totalmente sem pelo, as necessidades nutricionais não implicam na mesma dieta da linha Nutrição Saúde.
Assim, por exemplo, o Sphynx exigirá uma dieta de alto teor energético para se manter em forma, enquanto a comida dada ao Persa deve ter um formato adequado a seus maxilares e nutrientes que contribuam para a boa saúde de seus pelos.

De acordo com a idade

A longevidade média do gato é de 14 anos, porém, não é raro ver gatos com mais de 20 anos. Os cuidados e um alimento adequado da linha Nutrição Saúde podem contribuir para a qualidade e o aumento da expectativa de vida do gato.
Com o envelhecimento, vem o declínio do sistema imunológico e da capacidade de assimilação, além da perda de apetite. Mastigar ficar mais difícil. O organismo então pode ser amparado por um alimento da linha Nutrição Saúde adequado a gatos idosos. Entre outras características, este terá textura mais macia, conteúdo enriquecido com vitamina e palatabilidade reforçada.

Sensibilidades específicas

70% dos gatos com mais de 3 anos de idade sofrem de problemas dentários. Muitas vezes, essas doenças passam despercebidas enquanto as dores que causam podem ter sérias consequências sobre o comportamento do gato e sua saúde em geral. O alimento também pode contribuir para a conservação de uma boa saúde bucal.
O uso de um alimento seco cujo tamanho e textura incentivam o gato a mastigar, promove uma escovação mecânica da superfície dos dentes e retarda o desenvolvimento da placa bacteriana.

  • facebook
  • twitter
  • youtube