Treinando seu filhote

Treinando seu filhote

Regras básicas

Assim como a vacinação ou a prática diária de uma atividade, o treinamento é uma das obrigações do homem com o cão uma vez que tenha decidido tê-lo como seu companheiro. É a garantia de que o animal, o dono e o seu círculo familiar vão viver em harmonia, mas também de que o cão vai ser integrado à sociedade. O treinamento do cachorrinho deve começar na hora certa, ou seja, quando sua capacidade de aprender for ideal.

O treinamento do filhote deve ser feito pouco a pouco. Como sabemos, o cachorrinho tem uma capacidade limitada para concentração: o risco de sobrecarga pode surgir  rapidamente se os exercícios durarem muito tempo.

Motivação

Um treinamento bem-sucedido depende do prazer e do rigor. O cachorrinho naturalmente gosta de brincar e, por isso, esta oportunidade deve ser aproveitada para fazê-lo "trabalhar" sem limitações através de exercícios curtos. Além das brincadeiras, que possibilitam treiná-lo, mas também diverti-lo, o desejo do cachorrinho de ganhar o afeto do dono e de alegrá-lo não deve ser negligenciado nos processos de aprendizagem. Isto não exclui de modo algum o rigor, que deve ser a regra de ouro em relação ao filhote: ele não deve ser tratado como um ser humano, mas realmente como um animal.

Uma recompensa significativa

A recompensa aumenta a motivação e facilita o treinamento. Para ser eficaz, deve ser significativa ao cão, isto é, o dono deve felicitá-lo com afagos e com um tom de voz caloroso quando ele obtiver êxito em um exercício. Por outro lado, a repreensão deve penalizar algo estúpido ou qualquer comportamento adverso, mas deve ser usada só se o cachorrinho for pego fazendo algo errado. Deve-se tomar nota de que a aprendizagem por meio do reforço positivo (isto é, o favorecimento das recompensas) é muito mais eficaz do que aprendizagem por reforço negativo (isto é, utilização da repreensão).

Linguagem

A linguagem usada deve ser adaptada ao animal, com comandos simples e curtos repetidos com frequência. Assim sendo, o cão entende melhor o tom dado às palavras antes do seu significado: o tom usado, portanto, deve mudar quando se está dando um comando, felicitando ou repreendendo. A linguagem gestual também é um meio eficaz de se comunicar com o animal.

Ensinando o nome

A primeira coisa que um cachorrinho deve aprender é seu nome. Logo no primeiro dia, a ação de chamá-lo pelo nome deve ser seguida por um momento prazeroso para incentivá-lo a executar ordens.

O "Não"

Logo que ele chega, é essencial instigar o significado da palavra "Não" ao filhote.

  • O "Não" deve ser associado a todas as coisas proibidas.
  • Deve ser categórico e pronunciado com voz firme e inequívoca quando você vê o cachorrinho cometendo uma ação proibida.
  • No início desse processo de aprendizagem, você pode empurrar o cachorrinho com a mão, dizendo "Não" ao mesmo tempo. A partir daí, só precisará dizer "Não" com a voz firme.

Treinamento para aprendizagem do local de fazer necessidades

Em geral, o filhote recém-chegado a uma casa não sabe onde fazer suas necessidades. Se ele as fizer em casa enquanto o dono estiver ausente, não adianta gritar com ele. A repreensão só é eficaz quando o cachorrinho é punido imediatamente depois que fizer algo errado. Para treiná-lo da forma adequada, você deve levá-lo para fora de casa a cada duas horas especialmente depois de cada refeição.

Os três comandos básicos: em pé, senta, deita

Você deve ter cuidado no que diz respeito à consistência de seus comandos. O que é proibido um dia não deve ser tolerado no dia seguinte por ninguém da família. Os três comandos básicos devem ser praticados com o filhote preso a uma guia.

Preso à guia

A guia é uma ferramenta de controle, um sinal de alegria, uma vez que indica a saída para um passeio e, portanto, não deve ser usada para repreender o animal. Assim como no treinamento de banheiro, a aprendizagem é muito mais fácil quando iniciada cedo. Para seu cachorrinho se acostumar  a usar a guia, no início, ele deve andar com a guia em casa, várias vezes por dia e sempre em sessões curtas. Se o cachorrinho puxá-la, você deve dizer "Não," puxando-a de volta com firmeza.

Chamando-o de volta

Mais do que um comando, a ação de chamá-lo de volta é um convite para que ele volte ao seu dono para receber carinho ou recompensas: esta chamada deve ser associada a um gesto positivo, mas exige muito rigor. Você deve começar associando este chamado a um alimento e, então, trocar o perímetro da casa pelo acesso ao exterior. Se o cachorrinho não obedecer ao comando "Aqui," saia na direção oposta e se esconda, assim ele vai se sentir inseguro e voltará rapidinho!

Guloseimas e refeições

As guloseimas ou sobras de refeição perturbam o equilíbrio nutricional fornecido pelo alimento completo dado ao cachorrinho. Além do mais, se oferecidas em excesso ou certa frequência, podem promover o ganho de peso extra e prejudicarem a saúde. As refeições também devem estar sujeitas a um código de boa conduta, que se mantido, evitará os maus hábitos.

  • Até 6 meses de idade, o adequado é 3 refeições por dia e, depois, 2 até o fim de crescimento.
  • O filhote deve ser alimentado em horários fixos, no mesmo recipiente limpo, no mesmo lugar e com um recipiente de água fresca sempre disponível.
  • O filhote deve ficar sozinho enquanto come e nunca receber alimentos enquanto você estiver fazendo suas refeições.

Os centros de treinamento são uma boa oportunidade para o filhote encontrar outros cães de sua idade e ser menos temeroso ou menos agressivo em relação a seus companheiros. Para o dono, eles garantem a prática dos processos corretos de aprendizagem e a partilha de um momento de cumplicidade com seu animal.

  • facebook
  • youtube
  • instagram