Higiene e manutenção

Higiene e manutenção

Cuidados simples

Seu cachorrinho exige alguns cuidados que, se tomados ao logo de toda a vida irão assegurar uma boa higiene e fazer com que você descubra com antecedência possíveis sintomas de algumas doenças.

Passeios indispensáveis

Os passeios são indispensáveis ao bem-estar do filhote, não apenas para que ele aprenda o treinamento de banheiro . O fato é que o cão é um animal social que precisa encontrar outros seres vivos e explorar um território. Não importa se vive em um apartamento ou em uma casa, ele não ficará contente apenas com  um passeio de cinco minutos de manhã e de tarde ou mesmo em permanecer enclausurado em um jardim.  Um cão jovem precisa de passeios breves a lugares que não lhe ofereçam muitos riscos. Portanto, você deve ensinar, desde de seu cedo, seu cão a andar preso à guia e a atender o comando de voltar, para que ele volte a caminhar de seu lado. Deixe os passeios sem guia para áreas abertas.

Higiene diária

O Focinho

Deve estar úmido e fresco a todos os momentos. No entanto, pode ficar seco durante o sono e, por isso, deve ser umedecido quando o cachorrinho acordar. A presença de crostas, rachaduras e secreções mucosas é um sinal de condições que devem ser examinadas por um veterinário.

Os Lábios

Devem estar limpos e relativamente herméticos. Dependendo da raça, podem ser caídos ou não. Você deve observar o aparecimento de rachaduras ou manchas vermelhas.

Os Dentes

Devem ser brancos e as gengivas cor-de-rosa: o surgimento de uma linha vermelha próxima aos dentes é anormal e revela uma inflamação dolorosa que pode causar a perda de apetite. Você deve acostumar o cachorrinho, desde muito cedo, a ter a boca examinada e os dentes escovados com uma escova e pasta de dentes especialmente projetadas para ele. Esse cuidado muito eficaz na prevenção do aparecimento do tártaro deve ser realizado todos os dias. Também existem no mercado alimentos secos  e "barras orais" que protegem os dentes e são bem eficazes se usados todos os dias.

Os Olhos

Os olhos devem estar brilhantes e úmidos, com membranas mucosas cor-de-rosa. O canto interior dos olhos também deve estar livre de qualquer tipo de secreção.

As Orelhas

As orelhas caídas devem ser checadas com mais frequência, uma vez que o fechamento do meato auditivo externo pelo pavilhão não permite a ventilação adequada do primeiro. Portanto, as orelhas caídas devem ser limpas uma ou duas vezes por semana e as orelhas eretas a cada quinzena. Para isso, você deve usar uma solução apropriada para o ouvido de cães. Faça o seguinte: empurre o bico do frasco dentro do meato (não há risco de perfuração do tímpano, uma vez que o meato tem o formato de L) instile um jato do produto. Em seguida, retire o bico do frasco, massageie a base da orelha por 30 segundos e, por último, seque o meato com um pedaço de algodão ou uma compressa sem deixar fiapos.

Os genitais e o ânus

A checagem frequente dos órgãos genitais masculinos e femininos permite a verificação de suas condições: a presença de secreções deve ser controlada por um veterinário. O ânus deve estar limpo e não apresentar qualquer sinal de diarréia.

Pernas e garras

Depois de um passeio, sempre verifique se não há espinhos presos às patas ou se eles não estão machucadas.
Há dois tipos de garras: as unhas e os ergôs (quinto dedo). O crescimento de ambos é contínuo e a atividade normal dos cães deve garantir a abrasão das unhas.

A pelagem

Dependendo do tipo de pelo, a manutenção será diferente. Veja a seguir os cuidados a serem tomados: para pelos muito curtos: usar uma escova de borracha uma vez por semana; para pelos curtos e duros: a cada dois dias, passar uma escova rastelo no sentido contrário ao crescimento do pelo e depois uma escova de cerdas duras em direção ao crescimento do pelo; para pelos longos: escovação diária depois de desembaraçar os pelos com cuidado.
No verão, depois de um banho no rio ou no mar, você deve enxaguar o cão para retirar todas partículas que possam causar irritação. Dependendo da textura do pelo, a frequência dos banhos é diferente. Cães com pelos muito curtos podem ser lavados duas vezes ao ano, já os com pelos longos, aproximadamente a cada três meses. Se o cão foi acostumado desde cedo, ele aceitará bem esta operação, que pode acontecer ao ar livre se o tempo permitir. Se você preferir usar uma banheira, coloque um tapete antiderrapante e use água morna. Utilize apenas shampoo específico para cães e água morna no pelo previamente desembaraçado.

Vacinas

A cinomose canina, o parvovírus canino, a raiva, a leptospirose, a hepatite contagiosa… Muitas são as doenças fatais que aguardam o filhote quando ele não está mais protegido pelos anticorpos maternos. Portanto, é essencial seguir o calendário de imunização, inclusive os reforços. O acompanhamento veterinário é indispensável.

Antiparasitários externos e internos

Pulgas e carrapatos aparecem com regularidade e especialmente na primavera. Muitos são os produtos disponíveis no mercado: sprays, spot-ons, coleiras. Eles possibilitam o combate eficaz dos efeitos prejudiciais à saúde do animal  causados por estes parasitas que também podem afetar a saúde do homem. Quanto à vermifugação, esta deve acontecer de forma  sistemática e regular de acordo com um protocolo definido pelo veterinário, pois a escolha do produto depende do tamanho do animal, idade, estilo de vida, entre outros critérios.

  • facebook
  • youtube
  • instagram