Royal Canin Brasil O Cão O Cão Cães que servem o homem Os cães e as atividades esportivas e de lazer

Os cães e as atividades esportivas e de lazer

Os cães e as atividades esportivas e de lazer

Praticando atividades esportivas ou de lazer com seu cão

Corridas, concursos de beleza, de obediência, de agilidade ... Muitas são as oportunidades que o dono têm para praticar uma atividade esportiva ou de lazer com seu animal. Seja qual for o evento escolhido, a qualidade do trabalho exigido ao cão será a expressão de uma verdadeira cumplicidade entre o animal e seu dono, sem a qual não haveria nenhuma atividade e nenhuma vitória.

Os eventos nacionais organizados em países onde existem organizações cinófilas são, em geral, regidos por normas internacionais.

Concurso de beleza

Estas competições, chamadas de exposições, são eventos locais, nacionais, internacionais ou mundiais, durante o qual os cães de diferentes raças são avaliados, com relação a sua morfologia e comportamento, por juízes e especialistas, com base nos padrões da raça que representam.

Esportes

De acordo com sua raça ou suas habilidades, os cães podem participar de muitas competições, oferecendo a seus donos a oportunidade de praticar atividades esportivas com os seus animais.
Caça: campo de treinamento (cães apontadores), competições de caça (hounds), competições de caça a presas e outras.
Busca: competições de escavação de trufas (cães trufeiros)
Eventos com cães de salvamento ou trabalho na água: principalmente o Terra Nova
Corrida: cães de corrida (Whippets, Greyhounds).
 
Competições de pastoreio: cães pastores (Pastor dos Pirineus, Border Collie ...)
Rastreio: procurar objetos e humanos
Ring, Mondioring, Campagne, IPO (RCI):
 
Essas competições consistem em uma série de eventos em que o cão é levado a revelar suas habilidades naturais em diversos campos. Dependendo do tipo de competição, os eventos podem incluir saltos de obstáculos, obediência, combatividade, defesa e rastreio.
 
Agility: uma corrida de cães realizada em uma pista com obstáculos que se assemelha a uma prova hípica.
Canicross: o dono corre ao lado de seu cachorro em uma área natural. Esta é de fato a tradução em esportes oficiais do cooper que você faz junto com seu cão.
 
Flyball: uma corrida de obstáculos em equipes de, no mínimo, quatro cães. Cada cão percorre uma série de quatro obstáculos colocados a uma distância de 15 metros, depois dos quais fica uma caixa que contém um dispositivo de mola que o cão deve acionar. O mecanismo de catapulta da caixa libera uma bola que o cão deve levar até seu condutor depois de percorrer os obstáculos.
 
Frisbee: o cão deve correr para pegar um disco, chamado frisbee, lançado pelo dono.

Os cães de trenó

Os primeiros vestígios dos cães de trenó datam de cerca de 4.000 anos na Sibéria Oriental. Mas o reconhecimento das corridas de trenós puxados por cães e do pulka-skiing como atividades esportivas remonta ao início do século XX. Enquanto a corrida do ouro estava em pleno andamento, grupos de entusiastas surgiram, ávidos para comparar seus grupos de cães de trenó em termos de força e velocidade.
 
Desde o início do século, as corridas têm se multiplicado nos Estados Unidos e no Canadá, deixando seu primeiro berço, o Alasca. Um segundo berço surgiu em 1924, na Nova Inglaterra, com a fundação do New England Sled Dog Club. Em 1932, os Jogos Olímpicos de Inverno em Lake Placid possibilitaram o surgimento das corridas de trenó como esporte de demonstração e, assim, tais corridas se tornaram um sucesso considerável, chamando a atenção de um público numeroso. Hoje, é quase impossível contar todas as corridas competitivas que ocorrem a cada inverno, especialmente na América do Norte. Todas essas corridas são eventos organizados anualmente e contam com participação de milhares de pessoas.

Pulka-skiing

Escandinávia (Dinamarca, Suécia, Noruega, Finlândia) também é um berço dos esportes de trenó. No entanto, a atividade mais popular não é a corrida de trenó, mas o pulka-skiing, um esporte que combina a modalidade de esqui cross-country e trenó: o esquiador fica preso por um cabo a sua equipe, composta por um a três cães em média,  que puxam um trenó. Para essa atividades, os escandinavos preferem usar cães de caça (Braque Pointers, Pointers, Setters), uma vez que estes se revelem mais rápido em distâncias curtas (7-12 km) e psicologicamente mais adequados ao esforço solitário.
 
O pulka-skiing e as corridas de trenós agora constituem uma atividade fundamental dentro dos esportes caninos. Sob a égide das federações, este esporte obteve alcance internacional.

Fotos

  • facebook
  • youtube
  • instagram